segunda-feira, 11 de junho de 2012

2º Domingo após Pentecostes – 10 de Junho de 2012


Tema:  Lista de Pecados perdoados!

Hoje é dia 10 de Junho. Estamos no 2º Domingo após o Pentecostes. Também comemoramos nesta data o “Dia do Pastor”. Para mim, mais do que comemorar, vejo a necessidade de uma avaliação sobre minha vida, sobre meu ministério. Para isso, resolvi fazer uma lista com todos os meus pecados, como cristão e como pastor: Vejam só o tamanho! (Mostrar uma lista bem grande)
Aqui estão escritos apena os pecados que sei, aqueles que me lembrei. Pecados contra Deus, contra o próximo, por pensamentos, por palavras, por ações, por omissões, ainda muitos outros! Até mesmo aqui estão os pecados que caem na minha conta por ser um pastor e ter a responsabilidade por um rebanho. Quanto terei que prestar contas das ovelhas que pecam e não me preocupo, das que se desvia e eu não vou atraz, etc...
Se a lista que fiz já foi tão grande, imaginem se ela fosse feita por Deus!
Assim disse o Salmista: Se tu tivesse feito uma lista dos nossos pecados, quem escaparia da condenação? (Sl 130.3).
Prezados irmãos, cada um de nós também pode fazer esse exercício para notar que muitos são os nossos erros perante Deus e perante o próximo. Notar também que muita coisa precisa mudar. No entanto, a dificuldade que reside neste mudar é muito grande. Em virtude de nossa natureza após a queda. Nossa natureza pecaminosa não muda por si mesma, não reconheceremos nossos erros por nós mesmos. Pelo contrário, preferimos escapar deles. Temos a necessidade de fugir!
Em Gn 3.8-15 vemos bem claro que, quando confrontados sobre o nosso erro, buscamos escapar de alguma maneira, com alguma desculpa (a mulher que tu me deste por companheira – a cobra me enganou). Essas são as muitas desculpas que nós, seres humanos , criamos para culpar a outros em vez de reconhecer seus próprios pecados e erros. Uma herança maldita vinda de Adão e Eva.
DIA DO PASTOR: Em Gálatas 2.7,8 o apóstolo Paulo fala que Deus deu a responsabilidade de anunciar o Evangelho a judeus e não judeus: “pelo poder de Deus fui feito apóstolo” (8). Em 2 Co 4.13 paulo também afirma: “Eu cri, por isso é que falei”
Neste dia dos pastores não tenho como também não dizer: “EU CREIO, POR ISSO IREI FALAR”
Gostaria de reforçar a promessa que fiz no dia de minha instalação: (Ler da Liturgia Luterana p. 155)...
... por tudo isso não me calarei quando houver o pecado. Mas, ao arrependido, não deixarei de anunciar a Graça e o perdão de Deus!
Que diferença isso fará em nossa vida?
Em Mc 3.28 Jesus diz: “Eu afirmo a vocês que isto é verdade: Os pecados que as pessoas cometem ou as blasfêmias contra Deus poderão ser perdoados.”
Há perdão a resposta a pregação for arrependimento e fé!
Agora, “as blasfêmias contra o Espírito Santo nunca serão perdoadas, porque a culpa deste pecado dura para sempre”(29).
Ou seja Jesus fala que quando não há arrependimento, quando as pessoas não desejam arrepender-se de suas faltas, elas pecam contra o Espírito Santo (que mostra a verdade) e por isso permanecem com a culpa de seus erros! Sem arrependimento não há perdão!
Assim, queremos hoje também reforçar o que foi prometido pela congregação no dia da instalação de seu pastor: (Ler Liturgia Luterana p. 156)
Existe um grande perigo de termos apenas uma fé intelectual. Saber que estamos errados, “que todos pecaram”(Rm 3.23); Saber que Deus nos ”ama tanto” (Jo 3.16), prometeu  e mandou seu filho para ser o salvador (Gn 3.15; Jo 3.17) E ainda sim, sabendo de tudo isso “não vivemos essa fé em nossos corações”, em espírito e em verdade!
Agora se essa mensagem fizer diferença em sua vida, vai ser diferente!
Não sejamos apenas ouvintes intelectuais da Palavra. Que o Evangelho pregado a Lei e o Evangelho pregado não fique apenas nestes bancos. Que essa mensagem  possa fazer a diferença em nossa vida, para sermos seguidores da Verdade. Irmanados numa mesma fé! Pecadores que carecem do perdão, que reconhecem seus pecados e vivem na p´ratica o amor de Cristo que “PERDOA”!
Assim, amados irmãos, por mais grande que seja a nossa lista de pecados, temos a certeza que, pela fé, somos chamados de irmãos e irmãs de Jesus (Mc). Amém.
09.06.2012, Uruguaiana - RS
Rev. Igor Marcelo Schreiber