quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Gás metano

O Shopping Center Norte, um dos maiores de São Paulo, funciona há 30 anos em cima de um lixão, e agora descobriram que ele pode explodir. Os detritos jogados no local continuam produzindo gás metano e a construção impede a circulação desses gases que podem causar explosões. Mas por que a prefeitura autorizou a construção? E os engenheiros, não aprenderam a lição na faculdade? Todos lembram a tragédia no Morro do Bumba, Rio de Janeiro. As moradias também estavam em cima de um lixão desativado, e tudo veio abaixo após explosões e chuvarada, matando várias pessoas.
 
Creio que Jesus hoje diria: “Quem ouve esses meus ensinamentos e não vive de acordo com eles é como um homem sem juízo que construiu a sua casa sobre o lixão” (Mateus 7.26).  Paulo teve juízo e por isto escreveu: “Eu joguei tudo fora como se fosse lixo, a fim de poder ganhar a Cristo” (Filipenses 3.8). Já os fariseus fizeram o contrário e foram advertidos por Jesus: “Vocês não ouviram o que as Escrituras Sagradas dizem? A pedra que os construtores rejeitaram (jogaram no lixo) veio a ser a mais importante de todas” (Mateus 21.42). Eles edificaram sua vida espiritual sobre aquilo que Paulo rejeitou e rejeitaram o que Paulo encontrou. Daí a confissão: “Eu já não procuro mais ser aceito por Deus por causa da minha obediência à lei. Pois agora é por meio da minha fé em Cristo que eu sou aceito” (Filipenses 3.9). Diz isto a partir do que já tinha lido do profeta: “Todos nós nos tornamos impuros, todas as nossas boas ações são como trapos sujos” (Isaías 64.6).
 
Pode ser duro de ouvir, mas qualquer coisa que tentamos fazer para nos redimir perante Deus é escória, detrito que produz um gás que explode e mata. Ao ser resgatado dos escombros da religiosidade humana, Paulo desabafou que tudo o que queria agora era viver o poder da ressurreição de Cristo (Filipenses 3.10). É o que acontece quando alguém tem uma vida nova, edificada sobre a pedra fundamental que é Cristo – vida que não precisa ser interditada igual ao shopping.
 
 
Marcos Schmidt
pastor luterano