sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

E se você pudesse escolher?

t - Você já escolheu o seu presente de Natal?
£ - Bah! Esse fim de ano está tão corrido. Ainda nem deu tempo pra isso. E eu ainda tenho que comprar o presente pro meu amigo secreto.
t - E se você, ao invés de ganhar qualquer coisa do seu amigo secreto, pudesse escolher o seu próprio presente. O que você escolheria?
£ - Deixa eu pensar... são tantas coisas... um celular novo, um laptop, um par de sapatos, uma calça jeans, uma bicicleta, um carro novo, um mundial...

Esse é um típico diálogo de fim de ano. São tantas coisas pra escolher, mas na hora de ganhar não é bem aquilo que nós esperávamos. Quando ganhamos qualquer coisa, sempre agradecemos, é claro! Mas e se você pudesse escolher?
Na nossa vida espiritual também é assim. Existem tantas coisas que poderíamos escolher. A nossa natureza humana tem uma imensa lista de coisas para corrermos atrás. Esta lista é tão extensa que cada vez mais nos vemos obrigados a correr ainda mais rápido e irmos cada vez mais longe para termos tudo. Para piorar a situação, essa lista não tem fim e não termina nunca. Nela encontramos desde artigos de luxo até necessidades básicas como alimentação e saúde.
Há, no entanto, um presente que nós jamais seríamos capazes de colocar junto nessa nossa lista de presentes. Na verdade, esse presente nem é considerado um presente, pois compromete todo o restante da nossa lista. Esse presente vem de um "amigo secreto" que soube exatamente aquilo de que nós realmente necessitávamos e ainda necessitamos. Ele não gastou apenas alguns reais, mas gastou tudo o que tinha de mais valioso para a nossa salvação. Jesus menino - o presente mais caro que a humanidade já recebeu.
Nesse fim de ano, nessa correria toda, vamos correr! Vamos correr como aqueles pastores de ovelhas correram, que abandonaram o seu rebanho e saíram correndo para ver o presente de Deus: Vamos até Belém e vejamos os acontecimentos que o Senhor nos deu a conhecer (Lucas 2.15).
Amém.
Otto Neitzel

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Sirene para o Natal

A triste história da adolescente que recebeu vaselina na veia no lugar de soro revela de forma trágica que um simples erro humano pode ser fatal. Um hospital de São Paulo, que tinha a tarefa de socorrer a paciente, seguiu pelo caminho inverso. As embalagens eram idênticas, mas os conteúdos bem diferentes. Já disse o Sábio que “há caminhos que parecem certos, mas podem acabar levando para a morte” (Provérbios 14.12). Segundo estatística, a probabilidade de morte decorrente de remédios mal administrados em pacientes hospitalizados é três vezes maior do que as mortes por acidente automobilístico.
 
Falhas humanas desta natureza estão cada vez mais evidentes quando depende-se da tecnologia para quase tudo nesta vida cibernética. A palavra “cibernética” vem do grego e significa “timoneiro”,  aquele que pilota a embarcação. Hoje é um termo usual para expressar a complicada relação homem-máquina. Além da nociva dependência tecnológica, também nos transformamos em robôs ao fazer as coisas automaticamente – sem nos dar conta dos atos e das consequências. Deve ter sido assim com a enfermeira, também vítima da rotina estressante de um despreparado hospital. Ela não percebeu que injetava na veia da menina a própria morte.
 
É Advento, tempo para fugir da automação espiritual e refletir mais atentamente sobre o que é soro e o que é vaselina nesta sociedade que virou um grande e confuso hospital. Por isto a voz de João Batista, sempre destacada no púlpito das igrejas: “Arrependam-se dos seus pecados porque o Reino do Céu está perto” (Mateus 3.2). Arrepender-se literalmente no grego é “mudar de mente”. Naquele tempo bíblico como hoje, as pessoas corriam sem saber para onde iam, e injetavam nas veias da alma uma religiosidade viscosa e mortal. Por isto a ordem: “Preparem o caminho para o Senhor passar” (3.3). Igual a ambulância que pede passagem, esta é estridente sirene para o Natal do Deus que se tornou gente a fim de salvar as gentes desenganadas. Graças a Deus que ainda é tempo para dar passagem...
 
 
Marcos Schmidt
pastor luterano   
fone 8162-1824
Igreja Evangélica Luterana do Brasil
Comunidade São Paulo, Novo Hamburgo, RS
9 de dezembro de 2010